Fale Conosco
  • phone
    (11) 2914-0022
  • location_on

    Rua Engenheiro Prudente, 465
    Vila Monumento-SP CEP 01550-000

Deixe sua Mensagem

    Confira 4 dicas para você tirar o seu caixa do vermelho!

    Confira 4 Dicas Para Você Tirar O Seu Caixa Do Vermelho - Contabilidade em São Paulo - SP | Contabilidade Real - Confira 4 dicas para você tirar o seu caixa do vermelho!

    4 dicas para seu caixa sair do vermelho

    Ter dinheiro no caixa é muito importante para um negócio funcionar

    Ter dinheiro no caixa é muito importante para um negócio funcionar

    Qualquer negócio exige que fique sempre disponível certa quantia de dinheiro no caixa para as transações diárias. Desde as multinacionais, em que são realizadas grandes transações até a manicure do bairro com as pequenas transações diárias.

    Essa quantia necessária depende dos prazos que você negocia com seus fornecedores e com seus clientes. Quanto mais prazo você der a seus clientes, maior será a necessidade de caixa para honrar com seus fornecedores. Concorda?

    1. Planeje e Controle suas contas

    Uma ferramenta muito útil para o planejamento e controle de caixa é o fluxo de caixa. Para o uso do fluxo e projeção de caixa é necessário que você tenha em mãos as informações de todas as suas contas, tanto a receber, quanto a pagar. Informações como: Datas, valores, quantidade de parcelas, meio de pagamento (boleto, cartão, depósito), são importantes e que precisam ser controladas.

    Boletos dos clientes, por exemplo, podem demorar cerca de dois dias até a liberação do dinheiro no seu caixa após a data de pagamento.

    No caso de cartões, você deve estudar a taxa cobrada por sua operadora e o prazo para liberação dos valores pagos para a modalidade de débito e de crédito. Controle-os, pois esses pequenos prazos podem atrapalhar sua programação de caixa.

    Com o fluxo de caixa montado será possível visualizar o melhor dia para programar uma conta, evitando o agendamento de compromissos com fornecedores em datas que não há recebimentos de clientes.

    2. Controle seu caixa

    Os compromissos com fornecedores devem ser honrados sem atraso ou custos adicionais (mora, multa, juros, etc). Portanto faça a programação em datas que os recebimentos cubram os compromissos, vigie e controle para que nenhum imprevisto afete sua programação.

    Observe que algumas despesas pequenas como telefone, internet e combustível, quando somados, podem atrapalhar a sua programação, deve-se então identificar todos os gastos do seu negócio e caso seja necessário determinar um limite para que nenhum gasto não planejado seja adicionado por você e sua equipe.

    3. Analise suas despesas

    Crie o hábito de avaliar sempre os consumos internos (material de escritório, água e luz, dentre outros) se perguntando o que pode diminuir? Como também a estrutura física utilizada pela empresa (aluguel). Os recursos são utilizados de forma ineficiente por muitas empresas sendo que grande parte dessa ineficiência pode ser evitado mudando os hábitos da equipe que precisam ser controlados com medidas simples de participação.

    Assim como os outros passos este também precisa de bastante atenção uma vez que ao identificar uma despesa que possa ser eliminada ou reduzida, entretanto isso aumenta a disponibilidade de dinheiro no caixa da sua empresa.

    4. Negocie os prazos

    Cuidado com as ofertas do fornecedor, pois geralmente para se obter o desconto exigi-se em contrapartida um aumento no volume comprado e o pagamento à vista, esta prática para seu caixa pode não ser bom por duas variáveis, a primeira é que aumentando suas compras você provavelmente aumentará seu estoque (tira dinheiro do caixa e coloca no estoque) e pagando à vista reduz o seu prazo de pagamento que também não é bom para seu caixa, relembrando a regra para aumentar a disponibilidade de dinheiro no caixa é aumentar o prazo de pagamento e reduzir o prazo de recebimento.

    Avalie, se o fornecedor puder entregar em prazos mais curtos, o seu negócio não terá a necessidade de formar estoques grandes. Negocie os prazos de pagamento alinhando com os prazos do seu cliente.

    Portanto para seu negócio ter mais disponibilidade de caixa você precisa ter o controle dos prazos: identificar todos os compromissos e suas respectivas datas é o primeiro passo.

    Se você quer saber mais como dar esse primeiro passo, deixe um comentário com sua dúvida que te ajudamos!

    Fonte: Administradores.com

    0 0 vote
    Article Rating

    Marcadores:

    Não perca mais nenhum post!

    Assine nosso blog e receba novos posts frequentemente em seu email.

      Comentários

      Subscribe
      Notify of
      guest
      0 Comentários
      Inline Feedbacks
      View all comments